Tag Archives: Food

Conference: Turismo e alimentação, Chaves, 18.04.2012

APAP – ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ANIMAÇÃO E PEDAGOGIA – UTAD (PÓLO DE CHAVES)

3º TURCHAVES – CICLO DE CONFERÊNCIAS SOBRE TURISMO: “Turismo e alimentação”

Chaves (Portugal), 18 de Abril de 2012 (Quarta-feira)

Apresentação

O objetivo deste ciclo de conferências é refletir coletivamente sobre a relação entre turismo e alimentação, uma relação mutável que, na atualidade, tem convertido a comida em produto turístico consumido de diversas formas e com plurais significados.

Os alimentos servem, de uma forma prática, para satisfazer necessidades primárias, mas encontram-se, simultaneamente, associados a afetos e emoções nutridos pela gente e pelos espaços onde nos alimentamos. Para além disso, os alimentos são um elemento configurador das nossas memórias e identidades. Noutra perspetiva, os alimentos podem ser pensados como elementos de ligação entre o local e o global, entre o capitalismo dominante e as economias locais. A organização da comida expressa igualdades e desigualdades, semelhanças e diferenças culturais, entre grupos e subgrupos humanos. A comida não se reduz a uma simples atividade biológica ou de nutrição, podendo ser considerada também um campo de luta ideológica, entre indivíduos e grupos.

Hoje em dia, a alimentação é um elemento central na experiência turística; nalguns casos é algo periférico, mas noutros ela torna-se central, daí que falemos em turismo gastronómico e turismo alimentar. O turismo alimentar, nas suas mais variadas expressões (ex. enoturismo, caféturismo, restauração, rotas turísticas alimentares, etc.), é parte das experiências turísticas, como motivação e prática turística estruturante e estruturadora das memórias turísticas. O turismo gastronómico pode ser entendido como algo mais do que comida no prato:

A visita a produtores primários ou secundários de alimentos, participação em festivais gastronómicos e procura de restaurantes ou lugares específicos donde a degustação de alimentos e toda experiência inerente é a motivação principal para viajar” (Hall e Mitchell, 2001).

Com esta conferência queremos debater estas questões acima explicitadas, de forma a produzir um pensamento, num contexto de educação turística superior, que permita construir melhores formas de fazer turismo. Pretendemos também que esse pensamento tenha uma incidência, em primeiro lugar, na conexão com o espaço envolvente: Trás-os-Montes, Norte de Portugal, Galiza, Península Ibéria. É nossa intenção, ainda, aprender a pensar e a refletir o turismo, na sua relação com a alimentação, enquanto atividade humana complexa, mutável e dinâmica, admitindo que este “aprender a pensar” é uma atividade eminentemente prática, dinâmica e necessária para melhor construir o futuro.

Referência bibliográfica:

HALL, C. MICHAEL Y MITCHELL, RICHARD (2001): Wine and Food in Tourism. Brisbane: John Wiley & Sons.

Dinâmica

Com base na comunicação de oradores académicos, empresários e agentes de desenvolvimento ligados ao campo do turismo alimentar, tencionamos organizar um debate estruturado em 4 linhas temáticas:

a) A importância dos produtos locais na sua relação ou não com o turismo.

b) A restauração como experiência de mediação turística.

c) A patrimonialização, a promoção e a valorização dos alimentos e a sua influência no consumo turístico.

d) A educação e formação de profissionais no campo do turismo alimentar.

Estas linhas temáticas serão abordadas em 4 mesas redondas, com comunicantes previamente convidados. Cada orador terá um tempo de uns 15-20 minutos, aproximadamente, para contar a sua experiência-reflexão sobre o tema, tendo posteriormente um debate com todos os assistentes.

As palestras serão gravadas audiovisualmente e nelas colaborarão os alunos da licenciatura em turismo do Pólo da UTAD em Chaves.

PROGRAMA DA JORNADA: 18 de Abril

9:00: Abertura oficial

Representantes da UTAD

Representantes da Câmara Municipal de Chaves e outras instituições

9:30 – 11:00: 1º Tema: Produtos locais e turismo. Comer o local, o global ou o glocal?

1. Artur Cristóvão (CETRAD-UTAD)

2. Alexandre Rebelo (Minhorigem – Associação Agro-ecológica do Minho)

3. Emilio Louro (Secretario da Confraria de Pescadores de Lira – A Corunha)

Moderador: Xerardo Pereiro (UTAD)

11:00: Pausa para degustação de produtos locais e produtos ecológicos da região de Trás-os-Montes e da Galiza

11:30 – 13:00: 2º Tema: Restaurantes e experiências turísticas emocionais. Somos o que comemos, como comemos ou com quem comemos?

1. Rui Paula (Cozinheiro e gastrónomo)

2. Amílcar Salgado (Produtor de Vinho da Quinta de Arcossó – Vidago)

3. Carlos Fernandes (Instituto Politécnico de Viana – CETRAD)

Moderador: Varico Pereira (CEDTUR- ISMAI)

13:00 – 14:30: Pausa para almoço com produtos locais e produtos ecológicos

14:30 – 16:00: 3º Tema: Gastronomia, turismo e património cultural. “Gastronomia portuguesa: património da humanidade?”

1. Francisco Sampaio (Gastrónomo e Ex-presidente da Ex-Região de Turismo do Alto Minho)

2. Daniela Araújo (CETRAD)

3. Paulo Sá Machado (Gastrónomo)

Moderadora: Prof.a Dr.a Verónica Lapa (UTAD)

16:00 – 16:15: Pausa

16:15 – 18:00: 4º Tema: Alimentação, turismo e educação. Ensinar a comer – ensinar a viajar

1. Joxe Mari Aizega (Diretor do Basque Culinary Center – Universidade de Mondragón – País Basco – Euskadi).

2. Paulo Vaz (Escola de Hotelaria e Restauração do Douro – Lamego).

3. Patricia Cuevas (Diretora do Centro Superior de Hosteleria de Galicia -Santiago de Compostela)

Moderadora: Prof.a Dr.a Isabel Costa (UTAD)

 18:00: Encerramento e conclusões

 

  • Local de celebração das palestras: AUDITÓRIO DO PÓLO DA UTAD EM CHAVES (Outeiro Seco – Chaves)
  • Horário: Das 9:00 às 18:00 horas
  • Organização:

Xerardo Pereiro, Veronique Lapa, Varico Pereira e Isabel Costa (UTAD)

APAP e UTAD-Pólo de Chaves

Mais informação: www.utad.pt

Xerardo Pereiro (xperez@utad.pt)

ORGANIZA:

APAP – ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ANIMAÇÃO E PEDAGOGIA – UTAD (PÓLO DE CHAVES)

APAP, CEDTUR (ISMAI), CETRAD- UTAD

Advertisements

Publication: Anthropology of food Patrimoines alimentaires

Le numéro 8 de la revue en ligne Anthropology of Food  vient de paraître.

Le dossier thématique, coordonné par Jacinthe BESSIERE (MCF Sociologie, Certop, UMR 5044, Université de Toulouse2) et Laurence TIBERE (MCF Sociologie, Certop, UMR 5044, Université de Toulouse2), porte sur les Patrimoines Alimentaires.

Vous pouvez le consulter en cliquant sur le lien suivant : http://aof.revues.org/index6758.html

N’hésitez pas à faire passer  le lien aux collègues potentiellement intéressés.  A diffuser sans modération !

Bien cordialement,

Jacinthe Bessière et Laurence Tibère, coordinatrices du  numéro

Virginie Amilien, pour le comité éditorial

Anthropology of Food  WebJournal

Revue en ligne sur internet ISSN 1609-9168

http://aof.revues.org/

CFP: Recollecting and mediating food culture, April 11-12, 2011

On behalf of Ester Võsu (ester.vosu@ut.ee):

Call for papers: “Recollecting and mediating food culture” in Estonian National Museum, April 11-12, 2011

In April 11–12, 2011 the conference “Recollecting and mediating food culture: Individual and institutional perspectives”will take place, held in cooperation with the Estonian National Museum and the Centre of Excellence in Cultural Theory. The conference will be focused on individual as well as institutional practices of remembering and mediating food culture.

Food culture has been an important part of national and regional heritage, and thus has not just economic, but also political importance. From the beginning of this century, public discussion concerning the definition one’s identity through a culinary past has become increasingly heated in Estonia, as well as in other European countries. Concurrently, new possibilities for making food traditions more attractive in the contemporary sense are searched for on state, entrepreneurial, and individual levels, and because of this tourists as well as local inhabitants are encouraged to consume and to evaluate gastronomic achievements.

One of the roles of the National Museum is to function as an institution of national culinary memory and to engage in collecting and preserving the past of the food culture and to mediate and display food-related materiality and knowledge to the society. In addition, there are many other institutions in the society (teaching and scholarly institutions, food producers, restaurants, nongovernmental organisations etc.) that are engaged in mediating food culture in one way or another. These institutions are constantly recreating food-related knowledge, as well as what actually gets on our plates. No doubt one cannot underestimate the role of particular individuals in living and developing traditions of food culture and culinary identities in their everyday cooking practices and interpretations.

Papers with both academic and practical orientation, treating the past and the present of food culture, and focusing on the knowledge and practice of remembering, evaluating, preparing and serving food, are expected to the conference.

Important information:

– Conference takes place in Tartu at the Exhibition House of the Estonian National Museum, in April 11th–12th 2011.

– Conference takes place in both Estonian and English languages. You can submit your abstract either in Estonian or English. Simultaneous translation is provided at the conference

Deadline for submitting the preliminary abstract is February 1th, 2011. The length of the abstract is 250–300 words. Please also include your contact information and institutional affiliation (name, profession, employer, e-mail address).

– Notification of acceptance of your abstract: February 10th, 2011.

– Deadline for extended abstracts: March 11th 2011 (1600–2000 words).

The selected presentations are published in the Journal of Ethnology and Folkloristics (2011, Vol. 5). The full texts of the pre-reviewed journal are available in the International database at www.ceeol.com. The journal is indexed by the Anthropological Index Online.

– Participation at the conference is free of charge.

– Registration online: www.erm.ee/2011enm

Conference team:

Pille Runnel, research director, Estonian National Museum – pille.runnel@erm.ee

Terje Anepaio, researcher, Estonian National Museum – terje.anepaio@erm.ee

Ester Võsu, researcher, Institute of Cultural Research and Fine Arts, University of Tartu / Centre of Excellence in Cultural Theory – ester.vosu@ut.ee

Conference Secretary:

Agnes Aljas – agnes.aljas@erm.ee

Conference is supported by:

Estonian National Museum www.erm.ee

European Union Regional Development Fund (Centre of Excellence in Cultural Theory) www.ut.ee/CECT)

Publication of Salvatore Bevilacqua

Bonjour et très belle nouvelle année à toutes et à tous,

Je vous informe que mon article pour Anthropology of Food est finalement en
ligne. La diète méditerranéenne a été officiellement inscrite au PCIH de
l’Unesco mais il était malheureusement trop tard pour modifier l’article et
changer le conditionnel en nouvelle confirmée… Bonne lecture.

http://aof.revues.org/index6600.html

Cordialement

Salvatore Bevilacqua